Sistema Faeg Senar debate agricultura de precisão em seminário da Folha de S. Paulo

  • Data: 12/03/2018

WhatsApp Image 2018 03 12 at 12.19.07Os desafios da agricultura de precisão foram debatidos no Seminário Inovação no Brasil: Centro-Oeste, realizado pelo jornal Folha de São Paulo, nesta segunda-feira (12), em Goiânia (GO).  A discussão envolveu o presidente do Sistema Faeg Senar, José Mário Schreiner, o secretário de desenvolvimento de Goiás, Francisco Gonzaga Pontes e o pesquisador da Embrapa, Luiz Henrique Bassoi.

Como representante dos produtores goianos, Schereiner defendeu que é preciso mais investimentos em infraestrutura para promover o crescimento da conectividade nas pequenas propriedades, todavia ele destacou que o avanço da tecnologia no meio rural, nos últimos 40 anos, promoveu uma revolução na agricultura brasileira, que deixou de importar alimentos básicos ao consumo interno, como arroz e ganhou reconhecimento no mercado internacional.

Questionado sobre preservação ambiental, José Mário ressaltou que há mitos que devem ser esclarecidos em torno do tema sustentabilidade e agropecuária, entre eles o uso da irrigação que, segundo José Mário, não envolve consumo e sim o uso da água, já que há retorno ao lençol freático. “Um dos desafios é tornar a irrigação mais eficiente. Hoje, perde-se muito do que se retira de água dos mananciais, porém a agropecuária não é inimiga da preservação ambiental, porque sem sustentabilidade não haverá produção”, destaca.

O presidente defendeu ainda que na agropecuária de precisão há espaço para os grandes e pequenos e reforça que, assim como na relação entre pais e filhos, todos devem ter os mesmos direitos, porém os menores são mais frágeis e por isso precisam de mais atenção e cuidado.

Além de agricultura de precisão, o Seminário Inovação no Brasil: Centro-Oeste, discutiu também sobre Inovação em Gestão Pública, Ciência, Inovação e Legislação e Industria 4.0. 

Texto: Fabiane Fagundes 

Foto: Fredox Carvalho