Faeg e Senar Goiás participam da Romaria de Muquém

  • Data: 11/08/2017

Webert Gerolineto 2Milhares de pessoas de todo Brasil pagam suas promessas no povoado e agradecem pelas bênçãos alcançadas

A Federação da Agricultura e Pecuária de Goiás (Faeg), o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural em Goiás (Senar Goiás), o Instituto para o Fortalecimento da Agropecuária de Goiás (Ifag) e o Sindicato Rural (SR) de Niquelândia estarão presentes nesta segunda-feira, 14 de agosto, na tradicional festa religiosa ‘Romaria de Muquém’. Considerada a mais antiga de Goiás, a peregrinação de devotos de Nossa Senhora D’ Abadia, completa seus 269 anos. A festa teve início no dia 5 de agosto e segue até terça-feira, 16 de agosto. Nos dias do evento, milhares de pessoas de todo Brasil pagam suas promessas no povoado, fazem suas preces e se ajoelham em forma de agradecimento aos pedidos atendidos. 

Para o presidente da Faeg e do Conselho Administrativo do Senar Goiás, José Mário Schreiner, é importante prestigiar eventos grandiosos como a tradicional Romaria de Muquém. “É nosso dever participar de festas como estas, que resgatam nossa cultura e história. Um local que potencializa nosso setor, atraindo produtores rurais de todo o Brasil, e que gera renda ao nosso estado”, comenta. Ele também destaca a importância em oferecer ao povo de Niquelândia a oportunidade de mudar de vida, por meio dos cursos do Senar Goiás. “É nosso dever proporcionar qualidade de vida a este povo que tanto luta e almeja desenvolver”, ressalta.  

Para o presidente do Sindicato Rural (SR), Cirino Vicente Ferreira, é importante participar de uma festividade tão importante como a Romaria do Muquém. “Nossa festa é totalmente rural. Com certeza, a festa fortalece nosso setor e mostra a força da agropecuária goiana. Posso dizer que 90% das pessoas que passam pela Romaria são do campo. “É muito bonito estar presente em uma festa. Uma romaria popular, que ocorre no Cerrado, entre cachoeiras e montanhas, num cenário exuberante, que retrata as nossas origens”, afirma. 

Segundo o prefeito de Niquelândia, Valdeto Ferreira, a festa é um exercício da fé. “Nesta época do ano percebo o quanto as pessoas amam a festa e andam até a Santa, Nossa Senhora D’Abadia. Sou bem niquelandense. Participo todos anos desta maravilhosa festa, que fortalece o turismo religioso”, diz.   Valdeto também destaca também a importância da Faeg e do Senar Goiás para o município de Niquelândia. “Com toda certeza, nosso município é bastante movimentado pela agropecuária. Somos gratos ao Sistema Faeg e Senar Goiás em nos oferecer cursos e treinamentos no decorrer de muitos anos”, pontua. 

Qualificação 

Para os próximos anos, o Senar Goiás, em parceria com a Prefeitura Municipal e a Secretaria de Cultura de Niquelândia e o Sindicato Rural (SR) deste município, irá proporcionar ainda mais beleza à ‘Romaria de Nossa Senhora d’ Abadia de Muquém’. Por meio do programa ‘Pintando e Bordando o Cerrado’, a parceria busca oferecer geração de emprego e renda a esta comunidade. Como parte deste trabalho, o grupo recebeu neste ano, por meio do Senar Goiás, alguns treinamentos. São eles: ‘Técnica de Pintura’, ‘Móveis Trançado em Fibras’ e ‘Flores de Fibras Naturais’. A ideia é proporcionar nos próximos anos ornamentações à festa, com artesanatos característicos desta região. O trabalho foi motivado pelo mobilizador, Rogério Mota, e ministrado por instrutores do Senar Goiás. 

Segundo a secretária de Cultura, Ana Mathilde Martins, a parceria possibilitará também que a comunidade seja capaz de produzir artesanato com características locais. “Queremos impulsionar a economia criativa nesta região, com produtos confeccionados pela própria comunidade”, diz. Para ela, o projeto será uma porta de entrada para o turismo religioso de Niquelândia, já que a festa de Muquém foi a grande incentivadora do programa. 

“Vamos produzir objetos de decoração que tenham utilidades, como exemplo, cesta de pão, a imagem de Nossa Senhora d’ Abadia em palha, madeira e esculpida. Iremos produzir objetos para o lar, como pinturas que retratem nosso Cerrado, tanto em tecido, como em tela. Nossa ideia é atender o turismo religioso local”, comenta. Segundo ela, a ideia é primeiro profissionalizar a população, para daqui seis meses iniciar a comercialização dentro desta região e também nas próximas Romarias. 

Conheça a história da Romaria

A Romaria de Nossa Senhora D’Abadia do Muquém foi criada no ano de 1748, no período da mineração e da escravidão. Desde esta época, ela é considerada uma das maiores do mundo e a celebração religiosa a mais antiga de Goiás. Os romeiros fazem o percurso de 45 quilômetros carregando a imagem de Nossa Senhora da Abadia saindo da cidade de Niquelândia seguem pela Rodovia da Fé fazendo o percurso com início na Igreja Matriz da Paróquia São José, passando pela Paróquia Nossa Senhora da Abadia e terminando no Santuário de Muquém. Durante os dias de festa milhares de pessoas pagam suas promessas no povoado, fazem suas preces e se ajoelham em forma de agradecimento aos pedidos atendidos. 

Texto: Juliana Barros
Fotos: Weberty Gerolineto